Talita Florêncio é pesquisadora em dança e seus interesses navegam no diálogo entre linguagens. Ao longo dos anos tem se debruçado sobre a improvisação e a arte sonora. Em suas pesquisas atuais, tem se perguntado sobre a ideia de honestidade e verdade na performatividade dos corpos e de como elas se apresentam no gesto, espreitando relações entre dança, atenção e saúde

 

~

Talita is an artist and researcher in dance. Her interests navigate between languages. Over the years she has focused on improvisation and sound art. In your current research, has been wondering about the idea of ​​honesty and truth in the performativity of bodies and how they present themselves in the gesture, peeking relationships between dance, atention and healing.

 

acadêmicos ( pra quem gosta )

É artista, performer e educadora. Possui bacharelado e licenciatura em dança pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), trabalhando majoritariamente como pesquisadora no campo das artes performáticas. Seus trabalhos transitam entre peças coreográficas, performances e instalações, questionando relações entre gesto, tecnologia e a produção de corpos híbridos na relação entre linguagens. É idealizadora e diretora da plataforma de pesquisa e criação APT.LAB junto ao artista sonoro Thiago Salas. Em suas peças os artistas questionam a relação entre corpo e som em ambientes tecnologicamente mediados. Em suas criações estão: Corvina (2021), Aquário Hábitos (2020), INN (2020), Refugo (2019), Duplos (2016, - ), Osso (2016), Unicórnio (2016) e Cristais (2016).   Já colaborou em projetos de diversos artistas, como:Marta Soares, Marcelo Evelin, Juliana Moraes, Neto Machado, Jorge Alencar, Diego Agulló e Holly Cavrel. Foi contemplada pelos prêmios Novos Coreógrafos – Novas criações: Site-Specific 2013 junto aos artistas Marcus Braga e Marina Matheus, Proac Artes Integradas 2015 com o projeto “O agenciamento do corpo por meio da Lutheria Experimental Eletrônica” junto ao artista sonoro Thiago Salas; Proac Municipal de Votuporanga Criação em Dança 2019 com o projeto “Refugo”; Proac Lab Aldir Blanc Artes Integradas 2020 com o projeto “Corvina”, Respirarte Artes Integradas de Funarte 2020 com o vídeo arte "Refugo".

 

currículo ( agora grande, pra te convencer )

Possui bacharelado e licenciatura em dança pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), trabalhando majoritariamente como pesquisadora no campo das artes performáticas. Seus trabalhos transitam entre peças coreográficas, performances e instalações, questionando relações entre gesto, tecnologia e a produção de corpos híbridos na relação entre linguagens. É idealizadora e diretora da plataforma de pesquisa e criação APT.LAB junto ao artista sonoro Thiago Salas. Em suas peças os artistas questionam a relação entre corpo e som em ambientes tecnologicamente mediados. Em suas criações estão: Corvina (2021), Aquário Hábitos (2020), INN (2020), Refugo (2019), Duplos (2016, - ), Osso (2016), Unicórnio (2016) e Cristais (2016). 

 

DUPL•S é uma plataforma de pesquisa que conjuga músicos e dançarinos em uma performance de livre improvisação e composição em tempo real, e vem estabelecendo uma rede de afetos e de práticas artísticas na colaboração entre músicos e a dançarinos diversos, com distintas formações e trajetórias. Participaram ao longo deste processo 45 artistas, contando o projeto com 10 edições sediadas em grande maioria pelo Sesc SP.  Em 2020 o projeto avança suas pesquisas levando o nome de DUPL•S Fantasmagoria, buscando atualizar as possibilidades de comunicação e processamento de informações que atravessam uma sessão de improvisação interdisciplinar. Os artistas agora passam a acionar mecanismos de não-presença dos intérpretes, trabalhando modos de pesquisa telepáticos e acionamentos de camadas invisíveis.  

 

Colaborou com diversos coreógrafos e diretores, como: Juliana Moraes, em Afetos (2019), Marta Soares, em “Deslocamentos” (2014); “Deslocamentos experimento II” (2015) e “Deslocamentos experimento III“ (2016); Marcelo Evelin em "BATUCADA" (2014), Jorge Alencar e Neto Machado em "Biblioteca de Dança" (2017) - na Bienal Sesc de Dança, Sesc Paulista (2018), SesC Em Casa (2021), Diego Agulló no Laboratório Intervenção Hosting the Unexpected, Collective bodies and Dangerous Dances (2014) e Holly Cavrell em Persephassa (2014), Posso dançar pra você? (2013), e Babel (2013).

 

Foi contemplada pelos prêmios Novos Coreógrafos – Novas criações: Site-Specific 2013 junto aos artistas Marcus Braga e Marina Matheus com o Projeto "Posição de Risco"; Proac Artes Integradas 2015 com o projeto “O agenciamento do corpo por meio da Lutheria Experimental Eletrônica” em parceria com o artista Thiago Salas; Proac Municipal de Votuporanga Criação em Dança 2019 com o projeto “Refugo”; Proac Lab Aldir Blanc Artes Integradas 2020 com o projeto “Corvina”; Respirarte Artes Integradas de Funarte 2020 com o vídeo arte de "Refugo".

 

É também terapeuta e tem formação em Acupuntura e Moxaterapia japonesa pela escola Shynkyu Dojo de São Paulo pelo mestre Sensei Yoshiriro Odo, onde estudou a arte ancestral e milenar japonesa como meio de aprofundar seus conhecimentos sobre o corpo, a prática do sensível, do invisível e o fluxo de energia motora na matéria, e o sua disponibilização para a dança. Entre a dança e a terapia encaminha o projeto Corpo Oracular, onde busca estimular o encontro destes saberes criando através de uma prática, um corpo mais sensível e aberto para a escuta do meio através de sua potência de mover.

 

Ainda como arte educadora, atuou no Programa Vocacional de Artes do Município de São Paulo (2015) como artista orientadora. Foi professora e preparadora corporal do grupo de teatro, Cia do Liquidificador (2013-2016) e ministrou oficinas como integrante da Cia Domínio Público (direção de Holly Cavrell), em diversas cidades como: Campinas, Goiânia, Belo Horizonte, Itu, Fernandópolis, Guaratinguetá e Itapeva. Junto ao Grupo NUA, foram realizados, os Ciclos de Práticas Abertas I e II ( 2014) na Galeria Olido e Oficina Cultural Oswald de Andrade. Em 2012 foi bolsista pelo programa PAD da PRG Unicamp atuando como provocadora artística nas disciplinas: Trabalhos de conclusão de curso I e II, ministrada pela docente Profª Drª Daniela Gatti.

contato

  • vimeo
  • Instagram